Friday, December 18, 2015

NO CINEMA: Secret in Their Eyes (Olhos da Justiça)

Fui assistir este filme sem saber muita coisa em relação ao que se tratava. Alguns meses atrás eu lembro de estar entrando na sala de cinema e ver parte do trailer para o filme, mas fora isso,  não havia visto mais nada. Deveria ter pesquisado mais um pouco, porque se soubesse que este era um remake americano do filme argentino El Secreto de Sus Ojos, lançado em 2009, não teria ido assistir. Inconstante, e muitas vezes bem monótono, tanto que eu quase cochilei no cinema, o remake não faz justiça ao filme original, que foi baseado no livro La Pregunta de sus Ojos, lançado em 2005 e escrito por Eduardo Sacheri.

O remake só segue a premissa do filme de Juan José Campanella, porque a trama é bem diferente da do filme original. Ao invés de termos Benjamín Espósito, um ex-oficial escrevendo um livro sobre um famoso assassinato de 25 anos atrás, temos um ex-oficial da polícia de Los Angeles, Ray Kasten (Chiwetel Ejiofor, de 12 Years a Slave) que passou 13 anos comparando fotos de presos do sistema carcerário americano em um computador até encontrar uma foto que ele achava que se parecia com um assassino que matou Carolyn, a filha de uma colega de trabalho de Ray, Jess (Julia Roberts). No meio desse imbróglio, o filme ainda incita uma atração amorosa bem da vagabunda e mal encenada de Ray e da nova chefe de polícia, Claire (Nicole Kidman). Ah sim, tem ainda o policial Bumpy Willis, interpretado pelo ator Dean Norris, o Hank de Breaking Bad, mas ele tá alí sem razão alguma, deslocado, completamente perdido na massaroca toda.

A trama se passa parte em cenas de flashback e partes nos dias atuais. Ray havia saído da LAPD em 2002, um ano após os atentados ao World Trade Center, que colocaram os EUA em uma atmosfera de incerteza e insegurança na época. Inclusive os atentados são trazidos como parte da trama do filme, para justificar a angústia permanente dos personagens e as ações de Jess, que levaram à reviravolta final bem da sem vergonha.

Tudo bem que a trama é dramática e angustiante, mas sério, os atores parecem estar atuando no piloto automático, sem muita motivação. O vilão do filme é muito desinteressante e o andamento da película passa devagar. Como o roteiro é medíocre e deixa toda a trama fragmentada e confusa com as péssimas transições entre passado e presente, parece que demora uma eternidade para acabar. Ele tenta costurar uma sequência de pistas e eventos que levam à reviravolta "inusitada", mas não engata, não sai do lugar. A cinematografia não é ruim, mas... bem... Hollywood a essa altura já deveria ter se conscientizado de que não é capaz de competir com as boas tramas de diretores estrangeiros consagrados. Achei que essa mania de fazer remake já havia minguado há algum tempo, mas pelo visto ainda insistem em dar murro em ponta de faca.

No fim das contas, a cova que o personagem Ray está cavando na cena que fecha o filme não deve ser para o assassino sem graça, mas sim para o próprio filme, uma vez que se trata de outro remake inútil que Hollywood produziu, e que felizmente, será esquecido nas areias do tempo. Para todos os efeitos, caro leitor, prefira os argentinos. Caso encerrado.

Secret in Their Eyes (2015)
Título em português BR: Olhos da Justiça
Nota: 4 / 10

Direção: Billy Ray
Produção: Juan José Campanella, Matt Jackson, Mark Johnson, Christopher Lytton
Roteiro: Billy Ray (baseado no filme de 2009 escrito por Juan José Campanella, baseado no livro de Eduardo Sacheri)
Trilha sonora: Emilio Kauderer

Estrelando: Chiwetel Ejiofor, Nicole Kidman, Julia Roberts, Dean Norris, Alfred Molina, Joe Cole, Michael Kelly, Zoe Graham

Trailer:

No comments:

Post a Comment