Sunday, April 9, 2017

FILME: Teen Titans: The Judas Contract (Jovens Titãs: O Contrato de Judas)

Nota: 9 / 10

Nesta animação eu comemorei duas coisinhas: a excelência com que a DC tratou seus personagens secundários, e o fato de ela ter conseguido, após tanto tempo, fazer uma animação que não envolvesse personagens de primeiro escalão. Em todas as animações anteriores, ou a Liga ou o Batman estava envolvido de alguma forma, então foi bom ter essa mudança de ares. Aqui, são só sidekicks, e pronto.

E olha que eu nunca me interessei por sidekicks! Robin, Asa Noturna, Kid Flash, nunca me interessei em realmente ler e me envolver com esses personagens, preferindo sempre os heróis principais. Dessa forma, não me lembro de ter lido The Judas Contract, mas quando soube da ressurreição da proposta de animarem o arco, fui atrás de conferi-lo. E foi bem bacana. A animação? Um grande aperfeiçoamento! Exceto talvez pelo Damian.

Diferente das outras histórias que a DC vem animando recentemente, exceto por Son of Batman, esta aqui dos Jovens Titãs não faz parte da continuidade dos Novos 52, que começou em 2011. The New Teen Titans: The Judas Contract foi originalmente publicada em 1983 e 1984, e lançada como encadernado em 1988. E tem o Ciborgue na formação! A primeira vez que a DC falou em fazer uma adaptação do arco foi em 2006, bem antes dos Novos 52 começarem, mas a ideia foi engavetada. Agora, depois de anos, a ideia emerge de novo, e a equipe de animação resolve colocar o filme dentro da continuidade dos Novos 52 que vem trabalhando desde 2014. Mas... sem Ciborgue, que foi promovido a membro da Liga da Justiça.

A trama tem início 5 anos no passado, com a formação original dos Jovens Titãs. Temos Robin (Dick), Mutano, Abelha, Kid Flash (Wally West), Speedy (ou Arsenal, se preferir) e a chegada de Estelar, que não fazia parte do time. Esta introdução se preocupa em mostrar como a equipe conheceu a alienígena Koriand'r, a Estelar, que nos próximos anos passaria a ter um relacionamento sério com Grayson.

Cinco anos depois, já vemos a equipe em sua formação atual: Robin (Damian, o filho mimizento de Bruce), Estelar, Besouro Azul (Jaime Reyes), Mutano, Ravena, Terra (Tara Markov), e contando com a ajuda de Dick como Asa Noturna, que ficou longe dos Titãs desde que deixou de ser Robin. Eles estão envolvidos com um caso envolvendo o vilão Sebastian Blood, que quem acompanha os quadrinhos, sabe que se banha no sangue de seus adversários e assim atingiu a imortalidade.

Os membros da equipe não sabem que Blood tem um plano de nove séculos (tempo que ele está vivo) para dominação global, contando com uma raça de super guerreiros ressuscitados dos mortos que serão seus seguidores, tudo isso ainda contando com a ajuda do Exterminador, que retornou após o confronto em que Damian o derrotou, guiado pelo desejo de se vingar do filho de Bruce Wayne.

Enquanto tudo isso se desenrola, Terra, a meta-humana que pode mover montanhas, muito como aquela menina cega do desenho Avatar, está passando por uma fase de adaptação como nova integrante da equipe. Todos tem uma história, mas neste filme em particular, a narrativa foca a menina Tara Markov, que se mantém distante de todos da equipe, mesmo com algumas atitudes mais "amáveis" perante uma ou outra situação. Jaime, o Besouro Azul tem problemas para controlar seu parasita, e também quer se reaproximar de casa e da família. Grayson e Estelar passam a dividir um apartamento de modo a levar seu relacionamento para o próximo nível, enquanto que Mutano tem uma caída por Tara.

Só que o problema é que Tara tem outra agenda; uma agenda mais perigosa, e que coloca em risco toda a equipe dos Jovens Titãs. Exterminador e Sebastian Blood se aproveitam da situação. Damian é capturado (êêê!), o que coloca os Titãs em ação após uma pequena confraternização. Devagar, todos os Titãs acabam sendo capturados pelo Exterminador... todos menos Dick, que estava atrás de pistas, e que com um disfarce e a ajuda de alguns batarangues, consegue livrar seus amigos e quase consegue impedir Blood de sugar os poderes deles. Resta então aos Titãs a batalha final contra Blood e o Exterminador, que acaba tendo um desfecho catastrófico e uma grande perda para a equipe. Mas também nos traz a um lindo desfecho com Mutano sendo entrevistado por Kevin Smith, apresentando a nova integrante dos Titãs, Donna Troy e mostrando mais algumas coisas bem interessantes.

E após o término, como sempre, eu fiquei emocionado. É impressionante a capacidade que a equipe de animação da DC tem de pegar personagens secundários, como eu disse acima, sidekicks, e fazer com eles uma história emocionante e que mexe com você! Que desfecho bacana! Eu digo, com toda certeza, que é um aperfeiçoamento da narrativa da HQ, digo isso seguro mesmo de ter lido recentemente a história! Adorei cada momento! Até o Damian estava menos chatão desta vez, o que não me impediu de reclamar às vezes, soltando uns "ô moleque chato, birrento da porra, cala sua boca!" E aproveitando, há um momento em que a Ravena dá um turn down for what no molequinho, merecendo os óculos escuros e todo o resto! Obrigado, Ravena!

Enfim, após muitos anos, o selo DCUAOM nos entrega uma grande adaptação animada de um dos arcos mais importantes da DC Comics. Recomendo com força, é uma história bacana de amizade, que reforça os valores de união, honra e fidelidade. Eu que não vou muito atrás de sidekicks adorei mais este excelente filme animado da DC, e tenho certeza que você também vai gostar.

TITANS, GO!!

Teen Titans: The Judas Contract (2017)
Título em português BR: Jovens Titãs: O Contrato de Judas

Direção: Sam Liu
Produção: Alan Burnett, Amy McKenna, Sam Register, James Tucker
Roteiro: Ernie Altbacker (baseado em quadrinho de Marv Wolfman e George Pérez, e em personagens criados por Jerry Robinson, Arnold Drake, Marv Wolfman, John Broome, Carmine Infantino, Keith Giffen, Mort Weisinger, Andy Kubert, Grant Morrison)
Trilha sonora: Frederik Wiedmann

Elenco de vozes do original: Stuart Allan, Jake T. Austin, Taissa Farmiga, Sean Maher, Christina Ricci, Brandon Soo Hoo, Kari Wahlgren, Miguel Ferrer, Gregg Henry, Maria Canals-Barrera, Meg Foster, Crispin Freeman, David Kaye, Masasa Moyo, Jason Spisak, David Zayas, Kevin Smith

Para outros títulos da linha DCUAOM, confira:
Trailer:

No comments:

Post a Comment