Thursday, October 12, 2017

ESPECIAL: DCEU - Origens Secretas: Liga da Justiça

O filme da Liga está quase chegando, falta apenas um mês. Tendo isso em vista, terminaremos este ano com o perfil da equipe de heróis mais famosa do mundo, a Liga da Justiça, que nada mais é do que a junção dos heróis da DC para combater uma ameaça em comum. Em Batman V Superman, já nos foi mostrado quais heróis estarão na formação da Liga deste filme. Claro, isso não impede que haja outros no futuro, afinal, a Liga já teve várias formações durante todos estes anos. Esta daqui segue, mais ou menos, os Novos 52, a continuidade atual da DC, portanto, vamos vê-la de perto.

Alguns dados sobre a equipe antes:

Criadores: Gardner Fox, Mike Sekowsky

Ano de criação: 1960

Primeira aparição: The Brave and the Bold #28.

I- DESCRIÇÃO E ORIGEM:

A primeira aparição da Liga da Justiça foi enfrentando a estrela alienígena Starro, o conquistador de mundos, na HQ citada acima. Porém, suas reais origens irão aparecer na revista Justice League of America #9, em uma história de flashback.

Não interessa muito qual história de origem você veja, todas elas tem o mesmo conceito em comum: heróis veem um adversário maior do que eles ameaçando o planeta e tem que se juntar para detê-lo, do contrário, o mundo sucumbirá. O trabalho em grupo dá tão certo, que eles decidem se juntar novamente no futuro, fazendo inclusive um local de "quartel-general" para se reunirem e monitorarem potenciais novas ameaças à Terra. Assim, tem início qualquer história de origem da Liga da Justiça da America.

Na primeira de todas, por exemplo, que é a citada história de flashback, os heróis defendem o planeta da ameaça alienígena dos appellaxianos, seres do planeta Appellax. Na nova continuidade dos Novos 52, a Terra é invadida por Darkseid e sua tropa.

O quartel-general da Liga, durante muito tempo, foi o Hall de Justiça; quem é mais velho e se lembra do desenho antigão, é aquele lugar que era anunciado pelo narrador do desenho: "enquanto isso, na Sala de Justiça...", lembra? Enfim, na série animada de 2001, eu lembro de ter o primeiro contato com a Torre de Vigilância, que ficava no espaço. Era uma estação high-tech, criada em 1997 nos quadrinhos e construída por Bruce Wayne, e que se localizava no espaço sideral, onde a Liga poderia ver tudo que se passava na Terra. Não faço ideia qual dos quartéis-generais o filme nos apresentará, mas pessoalmente, eu gosto muito mais da Torre, apesar de ter um sentimento nostálgico quando vejo o Hall de Justiça, sempre me lembrando do narrador do desenho antigo.

Há outras equipes do universo da DC com nome parecido, como a Sociedade da Justiça da America (a primeira de todas do selo), Liga da Justiça Internacional e Liga da Justiça Sombria. Porém, a mais famosa, popular e icônica de todas, ainda é a Liga da Justiça da America.

II- PRIMEIRA FORMAÇÃO E ALÉM:

A formação original da equipe de super-heróis no começo era a seguinte: Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Flash (Barry Allen), Lanterna Verde (Hal Jordan), Aquaman e o Caçador de Marte.

Em 1988, essa formação mudaria para a seguinte: a Canário Negro (Dinah Laurel Lance) entraria na equipe para contribuir com seu grito sônico, e seria uma das fundadoras da Liga, e sairia da equipe a trindade, Superman, Batman e Mulher-Maravilha. Acredite se quiser! Em uma fase curtíssima de 1994, um super-herói chamado Triunfo disse ser um dos membros fundadores da Liga, e liderou a equipe na saga Zero Hora. Não durou muito, pois ele foi absorvido por um limbo dimensional.

Até o ano de 2007, nós teríamos todos os membros fundadores originais da Liga juntos de novo. Claro, a equipe passou por reestruturações. O Flash dela, durante uns anos, por exemplo, foi Wally West, e o Lanterna foi John Stewart, esta formação inclusive, é a do desenho animado de 2001, e o Aquaman não está presente. Nas HQs, ainda tivemos Guy Gardner e Kyle Rayner como Lanternas Verdes, e  na nova continuidade, os Novos 52, sai o Caçador de Marte e entra o Ciborgue, que antes era dos Jovens Titãs, e Barry Allen e Hal Jordan retornam à equipe como os heróis Flash e Lanterna Verde. Essa mudança não me agradou tanto, porque eu adoro o Caçador de Marte, e queria que ele estivesse nesta nova formação. Mas enfim, nada impede que eles o tragam futuramente para os futuros filmes.

III- INIMIGOS E ALIADOS:

Os adversários da Liga variam entre vilões próprios de heróis já estabelecidos, como Lex Luthor, Coringa, Cheetah, Darkseid, Amazo, Sinestro, Omega Man, Professor Zoom, Lobo da Estepe, Vandal Savage e assim por diante, até ameaças próprias da equipe. Também podem figurar na lista de adversários, alienígenas, como Starro, a entidade Anti-Monitor, Parallax, o Sindicato do Crime, e por aí vai.

Os vilões também costumam fazer alianças. Temos, por exemplo, a Legião do Mal, que é a equipe de vilões que Lex Luthor reuniu, assim como a Liga da Injustiça. Todos eles, vilões já pré-estabelecidos em revistas solo dos heróis e devidamente apresentados para enfrentar o grupo de heróis. Em algumas sagas, temos contato até com versões alternativas de heróis e vilões em outras dimensões com Terras paralelas, no que a gente chama na DC Comics, de Multiverso. Tenho curiosidade de ver este conceito sendo trabalhado pela DC nos cinemas.

A Liga também conta com alguns aliados em suas batalhas. Tratam-se desde outros heróis, até mesmo humanos e alienígenas que fizeram contato com o grupo, ou que a Liga ajudou a superar alguma dificuldade. Temos, por exemplo, Lois Lane, Alfred Pennyworth, Iris West, Steve Trevor, isso em se tratando de aliados dos próprios heróis solo. Há outros. Temos Adam Strange, Shazam!, Beast Boy, Homem Águia, Starman, a Tropa dos Lanternas Verdes, Zatanna, o andróide Tornado Vermelho, e por vezes até mesmo o próprio governo americano, na divisão de defesa do país. A ministra da defesa Amanda Waller, por exemplo, que juntou o Esquadrão Suicida, é uma delas, embora guarde suas diferenças com o grupo de heróis, achando que eles detém muito poder para tomarem decisões sobre a segurança da Terra.

IV- FILMES E SÉRIES:

Eis uma lista com filmes e seriados importantes que marcaram a trajetória do herói fora dos quadrinhos.

Filmes televisivos:

Legends of the Superheroes (1979)
- Justice League of America (1997).

Filmes animados:

- Justice League: The New Frontier (2008);
- Justice League: Crisis on Two Earths (2010);
Justice League: Doom (2012);
- Justice League: The Flashpoint Paradox (2013);
- Justice League: War (2014);
- JLA Adventures: Trapped in Time (2014)
- Justice League: Throne of Atlantis (2015);
Justice League vs. Teen Titans (2016).

Séries animadas:

- Super Friends (1973-86);
- Justice League (2001-04);
- Justice League Unlimited (2004-06);
- Justice League Action (2016-hoje).

V- NO DCEU:

Batman V Superman: Dawn of Justice (2016);
- Justice League (2017).

VI- OBRAS RECOMENDADAS:

Aqui é onde eu escolho um, e apenas um filme, série ou quadrinho da equipe para indicar ao não iniciado. Escolha difícil, realmente, porque há tantos bacanas.

FILME: Justice League: Crisis on Two Earths (2010)
             (Liga da Justiça: Crise em Duas Terras)

Como eu não quero selecionar algo tão complicado para o iniciante, resolvi indicar este ótimo filme do selo DCUAOM. O filme trabalha com o conceito de Multiverso, e nos apresenta a personagens que habitam outras Terras paralelas à nossa. Mas a trama é tranquila de acompanhar, porque ela se centra em apenas duas Terras paralelas, e não em várias, como é o caso do arco de histórias Crisis on Infinite Earths, de 1985, escrito por Marv Wolfman, ao qual a animação se baseia.

Em uma Terra paralela à nossa, ocorre o contrário, os super-seres na verdade são bandidos, como o Ultraman, a Superwoman, Owlman, etc, cada um referente a um super-herói aqui na nossa Terra. Assim, com toda sua equipe morta, Lex Luthor, que pasmem, luta pela justiça nesta Terra, consegue abrir um portal para vir à nossa Terra e pedir ajuda à Liga da Justiça. A trama flui bem, é divertidíssima, e é uma apresentação fácil ao leigo no conceito do Multiverso; é uma história muito bacana da Liga, e por isso eu recomendo.

SÉRIE: Justice League (2001-04)
            (Liga da Justiça)

Com o enorme sucesso da série animada do Batman, nasce a série animada do Superman. Com o enorme sucesso das duas, uma série da Liga da Justiça era inevitável! Assim, em 2001, os super-heróis se reúnem para lutarem contra o mal.

A série, assim como as duas anteriores, é a melhor interpretação da Liga da Justiça fora das HQs. Ela conta com os seguintes integrantes: Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Flash (Wally West), Lanterna Verde (John Stewart), Mulher-Gavião e o Caçador de Marte. Esta formação de sucesso se reúne na Torre de Vigilância e vive aventuras não somente no planeta Terra, mas também em outros mundos do sistema solar e além.

Mais a frente, a série Justice League Unlimited, que é uma continuação direta desta, iria expandir conceitos e apresentar novos heróis, mas a base de tudo se encontra aqui, nesta maravilhosa série animada que encantou uma geração inteira e marcou época. Recomendadíssima.

HQ: JLA: Tower of Babel (2000)
      (Liga da Justiça: Torre de Babel)

FINALMENTE, e agora sim, para encerrar o ano de indicações e perfis, eu pensei em vários arcos excelentes da Liga para indicar antes de me decidir por este; pensei em The Nail, de Alan Davis, Justice, de Alex Ross, que é ótimo, até mesmo Crisis on Infinite Earths. Mas nenhum destes arcos me deixou mais estarrecido de ler que Tower of Babel, de Mark Waid. Até pensei em indicar lá em cima o filme animado baseado nele, mas achei que soaria meio repetitivo; claro, quem puder, veja o filme, que é ótimo, e tem o Ciborgue, mas a minha indicação maior vai para a HQ.

E é uma boa indicação pelo simples motivo que há uma força muito grande derrubando todos os membros da Liga da Justiça, e essa força é ninguém menos do que... o Batman! Pois é! Um dos integrantes fundadores da Liga acaba, sem querer, derrotando a equipe e causando muitos problemas. A leitura atenta da HQ explicará a razão de tal ato do morcego e o que o levou a fazer isso. Leiam, é sensacional, e nos traz muitos questionamentos sobre o excesso de poder concentrado em uma mão só.

Pronto, fechamos! Como eu disse lá no perfil do Ciborgue, conforme o DCEU nos for apresentando mais heróis e personagens, eu vou atualizando o especial, mas por hora é isso. Bom filme para todos vocês!

Leia mais:
Edição anterior: Ciborgue
ESPECIAL: DCEU - Origens Secretas

No comments:

Post a Comment