Wednesday, September 30, 2015

FILME: Star Wars: The Empire Strikes Back (Star Wars: O Império Contra-Ataca)

A  L O N G  T I M E  A G O ,
I N  A  G A L A X Y  F A R ,  F A R  A W A Y ...







Primeiramente, quero me desculpar com todos pela demora em postar esta segunda parte. Houve algumas complicações no meio do caminho e... bem, vamos dizer que às vezes não conseguimos entender os caminhos da Força, mas tentamos fazer de tudo para segui-los. Mas como eu não quero deixar todos sem um especial este mês, optei por fazer ele de maneira mais enxugada, mas nem por isso menos interessante. Eu não sou que nem um velho barbudo por aí que fica mudando coisas que as pessoas gostam só por conveniência. Enfim, vamos ao filme.

Esta, possivelmente foi a continuação mais rentável, mais bem elaborada e de maior sucesso de todos os tempos, com orçamento maior e efeitos especiais bem mais impressionantes do que o primeiro filme teve. Vindo na esteira do sucesso do primeiro filme, The Empire Strikes Back é considerada a melhor sequência que já foi feita de um filme em toda a história. O filme se tornou icônico devido a várias cenas memoráveis e um enredo que expandia a história criada no primeiro filme de 1977 e desenvolvia mais os personagens, além é claro da revelação estarrecedora em uma das cenas mais icônicas de toda a trilogia.

A trama dá continuidade três anos após os eventos do primeiro filme e a subsequente destruição da base conhecida por Estrela da Morte. Vemos então os rebeldes da aliança contra o Império na base da resistência. Mas há um distúrbio na força! Han Solo, achando que já cumpriu seu papel por lá, quer desamarrar sua mula e pegar a estrada, para o desgosto da princesa Leia. A tensão romântica entre os dois personagens aqui neste segundo filme atinge níveis mais altos, conforme a história se desdobra.

Enquanto isso, Luke Skywalker está em uma missão de reconhecimento no meio da neve do geladíssimo planeta Hoth. O jovem Jedi em treinamento é atacado por droides do Império Galáctico que ainda está caçando rebeldes. Luke então desmaia no meio da neve após ser apagado por um wampa da neve, uma espécie de abominável monstro. Antes de desmaiar, ele tem uma visão de Ben Kenobi, dizendo ao garoto que ele tem que ir para o planeta Dagobah e encontrar Yoda, que segundo Kenobi, foi seu mestre anos atrás.

Ainda bem que pelo menos Ben Kenobi se lembra quem foi o mestre dele, não é mesmo, velho barbudo? Senão a gente tava lascado!

Enfim, em uma das cenas mais legais do filme, em que Luke usa o poder mental da Força para recuperar seu sabre, arrancar um braço do wampa e escapar da caverna, evitando assim de ser churrasco do monstro, Luke é encontrado por Han e levado de volta à base dos rebeldes. De volta à base, ele vê que as coisas não estão tão diferentes assim, mas Leia, querendo bancar a difícil para Han, protagoniza uma das cenas mais repulsivas de toda a trilogia! Sério! Quem se lembra de Return of the Jedi vai entender porque. Enfim, os rebeldes planejam uma nova ofensiva e o Império também quer lançar um ataque. Nesse instante, Luke diz que terá que atender o chamado de Ben Kenobi e viajar a Dagobah para completar seu treino de Jedi. Ele pega uma X-Wing e leva consigo o andróide R2-D2 para ir ao tal planeta do sistema Dagobah.

Chegando lá, ele dá de cara com um lago pantanoso onde a nave afunda na água. Ele e R2 vagueiam pela floresta até dar de cara com uma criaturinha verde que se faz de misteriosa, até nos revelar que ele é Yoda. Luke então começa seu treino para se tornar um verdadeiro mestre Jedi, mas acaba deixando seu treinamento incompleto. O garoto tem dúvidas em relação a seu destino, e Yoda começa a achar que ele não é material de Jedi. Aqui tem uma sequência em que Yoda profere uma das frases mais bacanas que eu lembro deste filme. Quando Luke acha impossível tirar a nave do lago através da força telecinética, ele diz a Yoda que tentará fazer, ao que Yoda responde:

"Try not! Do! Or do not. There's no try."
(Tentar nada! Vai fazer! Ou não vai. Não existe tentar.)

Que frase marcante, não? Em muitos sentidos. Muitas vezes, duvidamos de nós mesmos e nossa própria capacidade em realizar as coisas. Esta frase de Yoda vem nos lembrar de que quando começamos a achar que não somos capazes, é porque realmente estamos perdidos e precisamos de alguém para nos guiar, para que possamos dar o nosso melhor, e efetivamente realizar as coisas que podemos realizar.

Há também um diálogo muito legal entre Yoda e o espectro de Ben, onde Ben lembra Yoda que ele também era um jovem perdido e rebelde quando Yoda o achou anos atrás, e que por isso deveria continuar a treinar Luke.

O problema é que o garoto ouve dizer que seus amigos estão em perigo e parte do planeta, deixando seu treino incompleto.

Enquanto tudo isso acontecia, Han, Chewbacca, C-3PO e Leia enfrentam a ofensiva do Império e descobrem o asteróide (que era um andróide, na verdade) que dava a localização da base rebelde. Eles destroem o asteróide e escapam logo depois, mas tem problemas com o sistema de viagem hiperespacial e tem que fazer uma parada em Cloud City para conseguir ajuda. Lá, Leia conhece um velho "amigo" de Han, Lando Calrissian, que se oferece para ajudar o amigo, Leia, o wookie e o androide. Mal sabem eles que é uma cilada planejada pelo Império, tendo como responsáveis, Vader, o imperador e o caçador de recompensas Boba Fett, que intercepta a Millenium Falcon de Han e captura a todos.

A coisa fica bem séria, e Luke parte para salvar seus amigos. Ele entra em Cloud City, sem saber que está indo para uma armadilha, e então é aqui que acontece a famosíssima luta entre os dois desafetos, Luke e Vader, que envolve um embate com sabres de luz. Após ter sua mão decepada por Vader, Luke protagoniza a sequência que tornou o filme célebre. Todos vocês agora sabem o que vem por aí, não é mesmo? Claro que sabem!

Vader: Obi-Wan nunca lhe disse o que aconteceu com seu pai?
Luke: Ele me disse o bastante! Me disse que VOCÊ o matou.
Vader: Não, Luke... EU SOU SEU PAI! 
Luke: Não... não isto não é verdade!
Vader: Procure seus sentimentos, Luke, você sabe que é!

TODO MUNDO JUNTINHO AGORA:
NOOOOOOOOOOOOOOOO... NOOOO!

Sensacional, não? Pois bem, Luke acha uma forma de escapar das mãos de Vader (e poupar a que lhe restou) e comunica por telepatia a localização dele. Quem o resgata é Leia e Lando, enquanto que R2 conserta o mecanismo da Millenium Falcon que havia dado problema. Assim, eles escapam em uma fragata espacial onde Luke recebe uma mão mecânica com tecido humano, para substituir a que perdeu. Enquanto estava deprimido quando escapava, Luke questiona porque Ben não lhe contou a verdade. No fim, quase todos escapam... menos Han Solo, que agora está nas mãos de Vader.

Enquanto Leia e Han estavam capturados, eles tiveram que se despedir, porque Vader prende Han dentro em uma barra de carbono em animação suspensa. Vader pretendia prender Luke na barra de carbono, mas teve que se contentar com o caçador de recompensas, que protagoniza uma despedida emocionante a Leia.

Assim, o segundo episódio da trilogia termina de forma trágica, com os rebeldes enfraquecidos, Han Solo capturado e o Império tendo sua vitória em meio a este embate. A conclusão viria somente em 1982 com o terceiro filme, do qual falaremos mês que vem. E dessa vez eu prometo não demorar demais para postar a conclusão!

Enfim, vamos às considerações finais: este segundo filme não somente tem uma trama bastante tensa e emocionante, como também é melhor filmada e produzida e também bem mais aceita por público e crítica. É, sem sombra de dúvidas, uma das melhores sequências que alguém já produziu no cinema, e tido por muitas pessoas e fãs da saga, como o melhor filme até então. Foram dois anos de expectativa e antecipação até que os fãs finalmente pudessem saber o final épico desta trilogia que marcou história. Nos vemos então a seguir, com a conclusão da saga.

Até lá! QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊS!

The Empire Strikes Back (1980)
Título em português BR: O Império Contra-Ataca
Nota: 10 / 10

Direção: Irvin Kershner
Produção: Jim Bloom, Gary Kurtz, George Lucas, Robert Watts
Roteiro: Leigh Brackett, Lawrence Kasdan, George Lucas
Trilha Sonora: John Williams

Estrelando: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher, Billy Dee Williams, Anthony Daniels, David Prowse, Peter Mayhew, Kenny Baker, Frank Oz (voz), Alec Guinness, Des Webb, Clive Revill, James Earl Jones

Outros filmes desta cinessérie:

Novos prelúdios e derivados:
Rogue One: A Star Wars Story (Rogue One: Uma História Star Wars) (2016)

Novas sequências:
- The Last Jedi (Os Últimos Jedi) (2017)
The Force Awakens (O Despertar da Força) (2015)

Prelúdios:
- Episode III - Revenge of the Sith (Episódio III - A Vingança dos Sith) (2005)
- Episode II - Attack of the Clones (Episódio II - O Ataque dos Clones) (2002)
- Episode I - The Phantom Menace (Episódio I - A Ameaça Fantasma) (1999)

Trilogia clássica:
- Return of the Jedi (O Retorno do Jedi) (1983)
The Empire Strike Back (O Império Contra-Ataca) (1980)
Star Wars (Guerra nas Estrelas) (1977)

Trailer:

No comments:

Post a Comment